TDC 2019
Belo Horizonte
O encontro de comunidades e empresas no Brasil

Trilha DevOps Maximizando a integração entre equipes para entregar valor

DevOps: O movimento DevOps surgiu de uma necessidade fundamental: Simplificar os negócios por meio de esforços coordenados e colaborativos. Em outras palavras, o DevOps é resultado dos esforços das empresas para responder com rapidez às mudanças do mercado, cada vez mais dinâmico e concorrido. Ele é uma abordagem projetada para garantir que a alta qualidade de softwares chegue aos clientes com excelência e qualidade.

Além de uma mudança cultural, o movimento DevOps enfoca bastante nas práticas de automação das diversas atividades necessárias para atacar a última milha e entregar código de qualidade em produção, como: compilação do código, testes automatizados, empacotamento, criação de ambientes para teste ou produção, configuração da infraestrutura, migração de dados, monitoramento, agregamento de logs e métricas, auditoria, segurança, desempenho, deploy, entre outros. DevOps representa uma mudança na cultura da TI, com o foco na entrega de valor nos serviços através de práticas ágeis e enxutas - Lean. DevOps enfatiza as pessoas, busca melhorar a colaboração entre as equipes de operações e desenvolvimento.

Através da automação de todos os processos produtivos, o DevOps visa a simplificação dos processos e compartilhamento do conhecimento entre todos o membros do time.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 "Extreme Go Horse", é técnico ou cultural?
Flávio Pimenta
Todo projeto novo nasce lindo onde serão aplicadas todas as tecnologias mais novas e com um processo de desenvolvimento ágil e com as cerimônias do scrum programadas… Até que chega o primeiro bug crítico em produção que precisa ser resolvido agora!! Quais as diferença em resolver os problemas no desespero e em pensar com calma na solução e seguir o processo definido no começo do projeto?
Devops para pessoas sem ferramentas
Zandler Oliveira
Devops tem se tornado cada vez mais um cargo para as empresas e não uma cultura. Contrariando este movimento, quero mostrar como tenho enfrentado esta situação, mostrando caso aonde tive sucesso e casos aonde falhei , o por que e como falhei. Quero apresentar algumas atitudes que vão definir a percepção das empresas sobre voce, que tem a posição de [engenheiro/analista/insira aqui outro nome] Devops e como se posicionar para elas com o intuito de ser um agente de mudança.
11:10 às 12:00 Construindo uma cultura de observabilidade e resposta a incidentes que escala
Alexandre Cisneiros

Para atender milhões de clientes e evoluir nossos produtos precisamos manter a estabilidade dos nossos sistemas. No Nubank, tratamos isso como problema de software e de cultura: Software para evitar incidentes , entendê-los e resolvê-los; e Cultura para transformar problemas em crescimento, num ambiente que proprociona liberdade para tomar riscos e respaldo para lidar com problemas que acontecerão ao longo desta jornada.

Vamos mostrar o que usamos para detectar incidentes e agir, como fizemos todos usarem essas ferramentas sem precisar ser especialistas em monitoramento e como criamos oportunidades fascinantes de aprender e garantir que todos se sintam confortáveis para evoluir o Nubank.

Morte ao staging, gestão de mudanças onde esse ambiente não faz sentido
Ayrton Araujo

Estamos acostumados com aquele clássico processo de fazer deploy em algum ambiente de homologação/staging e a partir daí publicar em produção. Será que esse ambiente tem valor em todos os cenários? Em que cenários ter o staging atrapalha o fluxo de validação de uma funcionalidade? Mas e os ciclos de auditoria que passamos todos os anos? Conseguiríamos encontrar casos para não usar o staging mesmo em cenários desse tipo? Pode ser que esse ciclo sem staging não funcione para todos os seus produtos e aplicações, mas certamente podemos começar com ele no seu ambiente de integração contínua usando Jenkins, CircleCI ou outro CI/CD tool da sua preferência.

12:10 às 13:00 De Gitlab a Ansible: Serviços públicos com entrega ágil no desenvolvimento e operações sustentado por automação de TIC
Adriano Vieira
"TIC está em todo lugar"! O que dizer então dos departamentos integrantes da TIC? Além disso, Scrum, XP, Agile, Kaban, PDCA, ITIL, DevOps entre outras metodolodias, referências teóricas ou práticas para uma TIC que entregue valor ao negócio e uma empresa ágil e de alta performance também precisam apoiar-se em tecnologias. Assim, apropriar-se de ferramentas de SCM, QA, automação e gestão de projetos desenvolvimento/operações potencializará melhor obter métricas e construções de indicadores para possíveis ajustes de rotas. E como Gitlab, SonaQube, Docker, e Ansible se relacionam com tudo isso ai? Venha conversar um pouco e conhecer um caso Federal aplicado!
A Importância da Automação de Testes em DevOps
Ana Cláudia Grossi de Oliveira
As metodologias ágeis e as práticas DevOps buscam utilizar meios de automatizar as etapas do ciclo de desenvolvimento de software para melhor atender às rápidas entregas. Nesse contexto de ciclos curtos e adaptáveis de desenvolvimento, Ana Grossi mostrará os resultados de uma pesquisa realizada com algumas empresas de Minas e do Brasil, e como elas estão alinhando o desenvolvimento de software às práticas de automação de testes e qualidade da entrega do produto e sua importância com o uso de práticas DevOps. No final, vai apresentar um guia de boas práticas para obter entregas eficientes e eficazes em todas as etapas do ciclo de desenvolvimento de software.
13:10 às 14:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
14:10 às 15:00 DevOps e SRE, onde essas forças se cruzam
Eduardo Ximenes Soares

A proposta desta palestra é apresentar como tratamos, faz um bom tempo, a entrega de infraestrutura self-service para que os times de desenvolvimento possam criar, modificar, utilizar e gerenciar os recursos disponíveis em nossa estrutura.

Além disso, apresentarei a jornada de transformação que o time de infraestrutura sofreu até virar SRE, assim como alguns KPI's que nos ajudam na tomada de decisão para realizarmos mudanças visando dar agilidade no dia a dia de ambos os times (DevOps).

Abordarei temas como cultura DevOps, infra as a code, KPIs, chaos engineering, pipeline, SLO, Toil, entre outros.

Devops e Compliance em fintechs de alto impacto
Jhonatas Faria

As fintechs como um todo deveriam pensar em compliance, mas lidar com processos é algo difícil de encaixar no dia-dia de uma fintech. Jhonatas Faria, Lider de Devops na Superlógica/PJBank, explica como entender as dificuldades e necessidades de manter os processos que são naturais em modelos de negócio altamente regulamentados e como o Devops não apenas ajuda mas também é fundamental para a maturidade, segurança e estratégia de crescimento de uma fintech.

15:10 às 16:00 Go for DevOps!
Jefferson Lima
Irei apresentar o cenário e o ecossistema de Go no universo DevOps. Apresentar ferramentas desenvolvidas em Go para o mundo DevOps, mostrar o quanto Go está sendo usado e porque, mostrar quando não usar Go, apresentar suas vantagens e desvantagens no cenário atual. Deixar claro os desafios desta nova linguagem, suas quebras de paradigmas e todo impacto que vem causando na forma de desenvolver aplicações escaláveis e de alto desempenho em todo o mundo. O objetivo desta apresentação é contribuir e ajudar aqueles que ainda não conhecem Go e como poderia utiliza-la em seu dia a dia como ferramenta de trabalho.
Aplicações Rails em container do desenvolvedor a produção em uma Fintech
Rafael Gomes

Demonstrarei um caso real de dockerização de aplicação Rails, implementação de automatização de deploy em entrega contínua num pipeline, com lint, teste unitário, build da imagem, tag da image, testes end-to-end, push em repositório e deploy automático em QA e produção.

Nessa apresentação falarei de todos os problemas e facilidades que tivemos na adoção do Docker como virtualização de aplicações, tanto no processo de desenvolvimento da aplicação, utilizando pacotes específicos, como em produção com uma máquina mais enxuta seguindo o 12factor apps em um ambiente critico do ponto de vista de disponibilidade.

16:00 às 16:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de coffee-break, serão entregues kits contendo suco e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

16:40 às 17:30 Construindo uma esteira de build e deployment do zero com Azure DevOps
André Dias

Nesta palestra veremos como implantar técnicas de CI / CD (Continuous Integration / Continuous Deployment) como automação de builds, automação de testes, cobertura de código, análise de código estático, etc. Veremos também como controlar a promoção de builds entre ambientes tanto de forma manual, quanto automática. Por fim veremos alguns assistentes para facilitar a criação desta esteira para diversas linguagens/frameworks.

Como chaos engineering garante a resiliência dos seus serviços
Elder Moraes
Uma coisa é fato: uma hora, algo dá errado. Seus serviços estão preparados para este momento? Não se trata apenas de prever falhas de todo o tipo, mas como lidar com o imprevisto. Pergunte a si mesmo: meus serviços são de fato resilientes? Nesta sessão aprenderemos sobre como a engenharia de caos fornece as abordagens para deixar o seu sistema pronto para o que der e vier! Junte-se a nós para discutir sobre como o caos pode trazer ordem aos seus serviços.
17:40 às 18:30 Goiabada com Queijo, Sistemas Kanban com DevOps e outras harmonizações legais
Marco Mendes

Diversas empresas estão buscando implementar práticas DevOps. Ao mesmo tempo, observamos apenas foco tecnológico e esquecimentos dos princípios fundamentais de toda implementação DevOps - Aceleração de Entregas, Aumento de Feedback e Aprendizado Organizacional.

Nesse sentido, essa palestra busca trazer relatos de casos de como estamos implementando práticas e ferramentas DevOps com o uso de sistemas Kanban profundos e com o uso do KMM - Kanban Maturity Model.

18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia, muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Quinta-feira, 13 de Junho de 2019

10 às 19h

UniBH - Campus Buritis

Av. Prof. Mário Werneck, 1685 - Estoril
Estoril | Belo Horizonte - MG

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

Desenvolvedores, Analistas de Infraestrutura, Analistas de Suporte, Gestores, Líderes Técnicos


Investimento

presencial:R$ 290,00

Fazendo sua inscrição presencial, você terá acesso a esta trilha e no mesmo dia também:
TDC Expo: Venha conversar com pessoas e conhecer empresas incríveis.
Lounge +Diversidade e Carreiras: Você poderá assistir às palestras que acontecem nesta área no mesmo dia.
Trilha Stadium: Você poderá assistir às palestras da trilha Stadium do mesmo dia.


Palestrantes desta trilha

Adriano Vieira
Adriano Vieira
Empresa Brasil de Comunicação (EBC)
Jefferson Lima
Jefferson Lima
s3wf solucoes web
Marco Mendes
Marco Mendes
http://www.arkhi.com.br
Rafael Gomes
Rafael Gomes
Paycertify
Zandler Oliveira
Zandler Oliveira
Squadra Tecnologia

Patrocinadores

Diamond





Patrocinios e Apoios Trilha e Workshop


Programa +Diversidade


Atendimento Corporativo


Realização

Instituição Parceira